Data: 13/08/2015 17:23:09 - Visualizações: 1411 Imprimir

TECNOLOGIA. Seu aparelho Android é desbloqueado por leitura da digital? Cuidado!

Recentemente uma empresa de segurança britânica mostrou como funciona uma ferramenta que permite que espiões utilizem a câmera e o microfone de celulares sem que o dono saiba. Ela possibilita tirar fotos secretas e fazer gravações de conversas, e é vendida a governos de todo o mundo. Praticamente qualquer dado de um telefone, tablet ou computador pode ser acessado através desse software. A partir desse fato, os consumidores podem se questionar sobre a segurança dos seus dispositivos móveis com razão.

Foto da notícia

Recentemente uma empresa de segurança britânica mostrou como funciona uma ferramenta que permite que espiões utilizem a câmera e o microfone de celulares sem que o dono saiba. Ela possibilita tirar fotos secretas e fazer gravações de conversas, e é vendida a governos de todo o mundo. Praticamente qualquer dado de um telefone, tablet ou computador pode ser acessado através desse software. A partir desse fato, os consumidores podem se questionar sobre a segurança dos seus dispositivos móveis com razão.
 
Se você se sente mais seguro, por exemplo, quando o modo de desbloquear a tela do seu smartphone é através da leitura da impressão digital e não por senhas numéricas, pode mudar de opinião a partir de agora. Esse sistema é cada vez mais comum nos celulares, porém, os usuários do Android foram atingidos por uma falha que põe em risco o uso da digital.
 
Os pesquisadores da empresa FireEye que encontraram essas falhas revelam que, sem a proteção adequada nos aparelhos, um ataque poderia ler diretamente o sensor e assim coletar as digitais continuamente cada vez que o usuário toca no botão Home. Essa ação é preocupante, já que com acesso às informações biométricas das pessoas, alguém mal-intencionado poderia usar as vulnerabilidades para roubar arquivos, ou enganar o usuário, fazendo-a instalar um app malicioso.
Como se proteger

O maior problema foi encontrado no modelo HTC One Max, que, felizmente, assim como a Samsung, já conseguiu solucionar o problema. Porém, os especialistas alertam que diversos modelos de todas as fabricantes podem estar expostos a outros tipos de ataques que possam roubar a impressão digital.
 
Para se proteger, é recomendável que o usuário evite aparelhos muito antigos e prefira a opção de mantê-lo sempre atualizado, o que também significa escolher fabricantes e operadoras que sejam capazes de entregar updates com agilidade. Além disso, o consumidor pode consultar o Reclame AQUI antes de comprar o smartphone para ver a reputação das fabricantes dos aparelhos e pesquisar qual é a mais apropriada.
 
Ao mesmo tempo, as empresas que fazem os celulares precisam consolidar um melhor trabalho para garantir a integridade dos sensores, usando aplicações que permitam que sejam usados com segurança.

Fonte: reclameAQUI Foto: Divulgação

Veja Também

PORTAL MOURANET 2015 - Todos os direitos reservados