Data: 04/10/2016 09:12:23 - Visualizações: 2133 Imprimir

GOIÁS. Kajuru afirma que não vai apoiar nenhum dos candidatos a prefeito de Goiânia: "Em hipótese alguma"

O jornalista Jorge Kajuru, vereador mais votado na eleição deste domingo (2), concedeu entrevista ao repórter Frederico Jotabê, da Rádio 730. Polêmico, ele disse que não esperava receber os 37.796 votos, e que atribui o resultado ao trabalho realizado na campanha.

Foto da notícia

“Não esperava ter mais de 20 mil votos, de forma alguma. Para mim chegaria a no máximo 22 mil, por toda a campanha e pelo que senti ao logo dela”, afirma.

Embora candidato pelo PRP, da coligação de Iris Rezende (PMDB), Kajuru afirma que não votou para prefeito em Goiânia, e que não vai apoiar o peemedebista e nem Vanderlan Cardoso (PSB), que irão disputar o cargo no segundo turno, no próximo dia 30 de outubro. Ele conta que, por problemas de visão, precisou do auxílio do mesário para conseguir registrar o voto na cabine.

“Em hipótese alguma vou apoiar Iris Rezende e muito menos o Vanderlan. Nunca vou ouvir de nenhum goianiense a palavra ‘covarde’. Kajuru não é covarde, nem oportunista. Não apoio nenhum candidato. Votei nulo para prefeito neste domingo (2). O mesário entrou comigo na urna, porque eu não enxergo, tenho apenas 6% da visão, e fiquei com medo de errar ao teclar. Falei alto para todos escutarem: eu voto em mim para vereador e nulo para prefeito”, revela.

Como vereador que mais recebeu votos na eleição, Jorge Kajuru vai presidir em fevereiro de 2017 a sessão que decide quem será o novo presidente da Câmara Municipal de Goiânia. Ele garante que não vai pedir apoio a nenhum parlamentar para permanecer na presidência da Casa, e voltou a fazer críticas.

“Se você provar que eu, Kajuru, conversei com qualquer outro colega vereador pedindo a ele apoio para ser o presidente da câmara, qualquer um deles, eu renuncio à classe política. Presidente da câmara é cargo para quem não tem personalidade, para quem quer ficar ali quatro, 20, 30 ou 40 anos, e eu não aceito a reeleição. Para mim, reeleição é crime eleitoral bárbaro”, ressalta.

Ao todo, os votos de Kajuru corresponderam a 5,65% dos votos válidos para vereador, mais que o quádruplo do segundo colocado, que recebeu 9.114 votos, e deteve 1,36% da preferência do eleitorado.

Fonte: PORTAL 730 Foto: Portal 730

Veja Também

PORTAL MOURANET 2015 - Todos os direitos reservados