Data: 25/04/2017 15:31:56 - Visualizações: 159 Imprimir

ESTADO. Governo entrega reforma de Base de Apoio para fiscais ambientais em Palmas

Com o objetivo de proporcionar melhores condições de trabalho aos fiscais ambientais que desenvolvem atividades na Supervisão do Escritório Regional de Palmas, o Governo do Tocantins, por meio do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), inaugurou, na tarde dessa segunda-feira, 24, a reforma na unidade conhecida como Base de Fiscalização, localizada na Praia da Graciosa, em Palmas.

Foto da notícia

A obra recebeu ampliação nos dormitórios e banheiros. Também foram adequados os escritórios, além da cozinha/cantina e a área de vão livre, que é utilizada para a realização de eventos, como palestras e reuniões. O piso também passou por correção do desnível. A base possui uma área de 256 m² e foi construída, em 2006, com madeira resultante de transporte ilegal.

Conforme a fiscal ambiental Ana Maria Côrtes, a inauguração da reforma da Base representa o atendimento de um antigo anseio da categoria. Para a engenheira ambiental, as adequações irão refletir na melhoria do trabalho desenvolvido pela equipe. “Nós trabalhamos aqui em regime de plantão. Durante uma semana, esse local se transforma na nossa casa. Aqui, nós dormimos, fazemos as nossas refeições e tomamos banho. E com essa reforma, a unidade passou por uma boa mudança, o que vai melhorar na qualidade do nosso serviço”, enfatizou.

De acordo com o presidente do Naturatins, Herbert Brito Barros (Buti), a reinauguração da Base é uma grande conquista, não só para o órgão, já que considera que o meio ambiente e a sociedade também serão beneficiados. Para o gestor, a obra irá gerar mais conforto e tranquilidade para os fiscais exercerem suas atividades. “Ao receber a reforma completa da base, por meio de recursos de compensação ambiental, nos conscientizamos que é necessário oferecer cada vez mais, melhores condições de trabalho aos servidores. Com a restauração dessa unidade, esta base se torna um centro de referência do Naturatins”, afirmou.

“O Naturatins tem papel fundamental em razão de ser um patrimônio do Estado do Tocantins. Visto que os servidores não medem esforços no desenvolvimento das ações. Como os fiscais ambientais que têm uma função nobre e digna”, reforçou o vice-presidente do Instituto, Edson Cabral.

Durante a cerimônia, os fiscais ambientais receberam as carteiras de identificação funcional, documento resultado de um Acordo de Cooperação entre o Naturatins e o Instituto de Identificação, órgão ligado a Secretaria de Segurança Pública. As carteiras possuem todos os elementos de segurança, no sentido de evitar a falsificação. Com o documento, os fiscais terão um passaporte único e serão identificados como profissionais da área ambiental.

Apreensões

O superintendente de Gestão Ambiental, Natal César de Castro, destacou que, em breve, todos os 83 fiscais ambientais que atuam no Estado, receberão as carteiras de identificação. “Este documento é primordial no dia a dia dos fiscais, porque eles fazem as apreensões, realizam os autos de infração, e com o documento estarão mais confiantes”, argumentou. Ele lembrou ainda que outros profissionais como os inspetores ambientais e os guardas-parque também receberão as carteiras funcionais.

O fiscal ambiental Lucas de Castro Marchetti acredita que as carteiras funcionais e o uniforme irão proporcionar mais confiança e segurança durante as fiscalizações ambientais. “As equipes trabalham sete dias direto, sendo 24 horas ininterruptas, de segunda a segunda-feira. A carteira é um documento que oficializa a abordagem durante o nosso trabalho”, ressaltou.

A base abriga 32 fiscais ambientais que atuam na defesa do meio ambiente em 17 municípios, sendo Palmas, Lajeado, Tocantínia, Porto Nacional, Brejinho de Nazaré, Ipueiras, Silvanópolis, Santa Rosa, Pindorama, Ponte Alta do Tocantins, Novo Acordo, Aparecida do Rio Negro, São Félix, Mateiros, Lagoa do Tocantins, Monte do Carmo e Santa Tereza.

Os trabalhos dos agentes estão direcionados na coibição de crimes como desmatamento irregular, caça e pesca predatórias, empreendimentos potencialmente poluidores que funcionam sem a devida licença, queimadas e todo o tipo de degradação que envolva o meio ambiente.

Participação

O evento teve a participação de representantes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), da Guarda Metropolitana Ambiental (GMA), da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), de diretores e demais servidores do Naturatins.

Fonte: Secom Foto: Web

Veja Também

PORTAL MOURANET 2015 - Todos os direitos reservados