Data: 27/04/2017 08:26:52 - Visualizações: 205 Imprimir

ESTADO. Ministério Público vai investigar suposta invasão de PMs em Delegacia no TO

Um inquérito civil foi aberto pelo Ministério Público Estadual (MPE) para investigar a suposta invasão de policiais militares na 2ª delegacia da Polícia Civil, em Paraíso do Tocantins. O objetivo é verificar se houve desvio de conduta ou falta funcional grave dos PMs.

Foto da notícia

Um grupo de policiais militares entrou na 2ª Delegacia de Polícia de Paraíso do Tocantins, na tarde de quinta-feira (20), para supostamente intimidar o delegado responsável pela investigação de dois militares presos por possível envolvimento com tráfico de drogas.

A portaria que autorizou a investigação foi publicada pelo Grupo Especial de Controle Externo da Atividade Policial (Gecep), nesta segunda-feira (24). O estado trata o caso como um caso isolado e diz que as polícias estão unidas.

Conforme o MPE, 20 policiais adentraram na delegacia “a pretexto de apenas entregar um ofício ao delegado responsável por àquela unidade policial […] O ofício informava que os militares que foram intimados para depor não seriam apresentados, em razão de ausência de tempo hábil para composição de escala”, disse o MPE.

O episódio aconteceu um dia depois de uma operação da Polícia Civil que prendeu dois militares dentro do batalhão da PM de Paraíso do Tocantins. As prisões temporárias foram feitas em cumprimento a mandado judicial. Na ocasião também foram apreendidas drogas e dinheiro falsificado.

Para os promotores, o caso deve ser investigado porque aparenta ter sido uma ação desproporcional e injustificável. “O 8º BPM da cidade mobilizou praticamente todo o seu efetivo do dia, cerca de vinte homens fortemente armados, a bordo de quatro viaturas, com o propósito de protocolizar um simples ofício.”

O Gecep solicitou ao comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar que encaminhe, em 15 dias, a relação dos militares escalados para o serviço de patrulhamento no dia 20 e a identificação das viaturas. Além disso, o delegado Cassiano Ribeiro Oyama e os funcionários presentes também devem ser ouvidos.

O G1 procurou a Polícia Militar para pedir um posicionamento sobre o caso, mas até a última atualização desta reportagem eles não haviam se posicionado. O governo do Estado disse que não irá se manifestar sobre o assunto.

Invasão na delegacia

Um grupo de policiais militares entrou na 2ª Delegacia de Polícia de Paraíso do Tocantins, na tarde desta quinta-feira (20), para supostamente intimidar o delegado responsável pela investigação de dois militares presos por possível envolvimento com tráfico de drogas. Um vídeo feito no local mostra os PMs armados com fuzis saindo da delegacia.

Em um áudio divulgado nas redes sociais, o delegado Cassiano Ribeiro Oyama conta que se sentiu coagido pelos militares. “Minha delegacia foi invadida por cerca de 20 policiais militares armados com fuzil […] perguntei: ‘porque você invadiu a minha sala?’ Ele disse: ‘você invadiu meu batalhão'”, diz em trecho do áudio. 

Fonte: Folha do Bico Foto: Web

Veja Também

PORTAL MOURANET 2015 - Todos os direitos reservados