Data: 27/04/2017 08:55:20 - Visualizações: 191 Imprimir

ESTADO. Municípios são estimulados a reorganizar conselhos de ações sobre drogas

Em atendimento à proposta de fortalecimento dos Conselhos Municipais de Políticas sobre Drogas do Tocantins, a Superintendência de Ações sobre Drogas da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) desenvolve agenda de trabalho nas cidades de Chapada da Natividade e Santa Rosa entre os dias 25 e 27. Os encontros nos dois municípios visam ajudar na reorganização e no fortalecimento dos conselhos locais e ainda apresentar a Política Estadual sobre Drogas e as ações de prevenção às drogas previstas para cada localidade. 

Foto da notícia

Nesta quarta-feira, 26, uma equipe multidisciplinar da Superintendência, composta por enfermeiros e assistente social, está em Chapada da Natividade, e na quinta-feira, 27, em Santa Rosa, em reunião de articulação com um público diversificado, composto por diretores e professores de escolas municipais e estaduais, líderes de salas e grêmios estudantis, técnicos dos Centros de Referência em Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados em Assistência Social (Creas), líderes comunitários, religiosos, profissionais da saúde, secretários municipais, policiais militares, defensores públicos, promotores, entre outros segmentos da sociedade. Em Natividade, município vizinho a Chapada da Natividade e Santa Rosa, o Conselho Municipal sobre Drogas (Comad) está constituído e em pleno funcionamento. Segundo a presidente do Conselho, Vitória Pinto de Cerqueira, que está à frente da articulação local, Natividade está dando sua contribuição para que os municípios da região sudeste se reorganizem. “Pretendemos que a política sobre drogas seja bem aplicada nos demais municípios da região e que possamos trabalhar de forma mais abrangente e efetiva”, justifica.

Acolher                                                                                                                                                                            

A equipe de articulação da Seciju também apresenta a proposta de trabalho do Núcleo de Atendimento aos Dependentes Químicos e Familiares (Núcleo Acolher), recém criado pela Seciju. O Núcleo Acolher funciona como um centro de referência para que o usuário e sua família possam ter as primeiras orientações para saber como lidar com a doença. Segundo o gerente sobre Drogas, Américo Júnior, é por meio do Núcleo Acolher que o dependente químico é encaminhado para serviços especializados, como Centro de Atendimento Psicossocial (Caps), Comunidades Terapêuticas ou grupos de ajuda mútua, como por exemplo o Alcoólicos Anônimos (AA), o Narcóticos Anônimos e o Amor Exigente. Dos 139 municípios tocantinenses, apenas 33 têm Conselhos Municipais de Ações sobre Drogas (Comads) constituídos. Diante desse cenário, a Superintendência de Ações sobre Drogas trabalha com a meta de organizar a criação nos demais. Um conselho deve ser constituído por representantes dos órgãos do governo municipal que desenvolvam atividades diretamente ligadas ao tema drogas, como por exemplo, a Secretaria de Educação, de Saúde, de Segurança Pública, Conselho Tutelar, da Criança e do Adolescente, do Trabalho e Emprego, de Esporte e Lazer, de Assistência e Ação Social; representantes de entidades ou de instituições que já atuam na área da prevenção, tratamento e reinserção social; e representantes da sociedade civil organizada como igrejas, Organizações Não Governamentais, universidades, as lideranças do setor privado, Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), entre outras. 

Fonte: Secom Foto: Web

Veja Também

PORTAL MOURANET 2015 - Todos os direitos reservados