Data: 06/06/2017 08:39:29 - Visualizações: 190 Imprimir

ESTADO. Considerando orientação do Ministério da Saúde, Tocantins ampliará vacinação contra a gripe

Considerando que o Ministério da Saúde divulgou a liberação da vacinação contra Influenza para toda a população a partir desta segunda-feira,  05, a Secretaria de Estado da Saúde do Tocantins mantém até o próximo dia 09, a campanha de vacinação contra gripe para o público alvo já definido, como prioritário e a partir do próximo dia 12, ampliará a oferta da vacina para a população em geral, enquanto tiver estoque.

Foto da notícia

A orientação da Gerência Estadual de Imunização, da Secretaria de Estado da Saúde, é que os municípios deverão contabilizar as doses necessárias para atender o esquema de segundas doses em crianças primo vacinadas (de 6 meses a 8 anos 11 meses e 29 dias). “Diante disso, recomenda-se que seja reforçado as ações no sentido de garantir a vacinação da população alvo, reiterando a importância de alcançar altas e homogêneas coberturas vacinais, assegurando assim, êxito na campanha”, reforçou a gerência em nota técnica.

Até esta segunda, 05, o Tocantins vacinou 251.626 pessoas do público alvo, totalizando 78,91% de cobertura vacinal, abaixo da preconizada que é vacinar 90% do publico alvo.

População prioritária

Portanto, até o dia 09, as pessoas definidas como público alvo da campanha devem comparecer às unidades básicas de saúde para receber a vacina. São definidos pelo Ministério da Saúde como prioritários:

- Crianças  de 06 meses à menores de 5 anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias); gestantes; puérperas  (mulheres até o 45º dia após o parto); trabalhadores de Saúde; povos Indígenas; idosos (população de 60 anos e mais); adolescentes e jovens (dentre 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas deverão receber a vacina influenza); população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional; professores das escolas públicas e privadas do ensino regular e que estão atuando em sala de aula; clínicas especiais (cadastradas em Programas de Controle de Doenças Crônicas do Sistema Único de Saúde ou com prescrição médica); pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independe da idade (conforme indicação do Ministério da Saúde em conjunto com sociedades científicas).

Fonte: conexaoto Foto: Web

Veja Também

PORTAL MOURANET 2015 - Todos os direitos reservados