Data: 22/04/2020 10:26:56 - Visualizacoes: 445

PANDEMIA E CRISE. Caixa Tem volta a falhar e beneficiários ficam sem informações do auxílio emergencial

O feriado de Tiradentes, celebrado nesta terça (21), foi mais um dia de expectativa, e de frustração, para centenas de beneficiários do auxílio emergencial. O aplicativo Caixa Tem, utilizado para movimentação das contas poupança social digital, ficou inacessível para a movimentação do valor ou consulta do saldo.

 

A diarista Maria Mendes, 37, teve o auxílio emergencial liberado pelo governo na sexta-feira (17), pelo calendário do CadÚnico, e desde então tenta acessar o aplicativo Caixa Tem para fazer a transferência. Até hoje, entretanto, ainda está sem o dinheiro da primeira parcela.

 

"Ainda na sexta-feira, após cadastrar o email, foi enviado um link de confirmação do login, que também não funcionou", conta.

 

Na nova tentativa de acessar o aplicativo, nesta terça-feira, o sistema mostrava a mensagem de que seria necessário aguardar a liberação da nova versão do Caixa Tem, com acesso exclusivo aos beneficiários do auxílio emergencial com poupança digital.

 

“Não é possível fazer o login e o dinheiro continua preso. Se eu não conseguir, vou ter que ir no banco para me informar”, diz.

 

A ida às agências bancárias não vai render respostas aos beneficiários do auxílio emergencial nem acesso ao dinheiro. Todo o processo do programa é virtual, por enquanto. Quem não consegue acessar a conta pelo Caixa Tem pode buscar informações pelos canais da Caixa:

 

Outra opção é tentar acessar o aplicativo em outro horário ou aguardar mais um dia para tentar resgatar o auxílio. Para sacar o valor nas agências também será necessário acessar o Caixa Tem. Só por ele será possível receber o código exigido para o saque, opção que só ficará disponível a partir do dia 27 de abril. Confira o calendário de saque aqui.

 

Não é a primeira vez que o Caixa Tem dificulta o acesso ao benefício. No dia 17 de abril, o aplicativo ficou fora do ar. Na ocasião, a Caixa informou que estavam sendo implementadas melhorias.

 

"Importante ressaltar ainda que a data de crédito do benefício na poupança ou conta é diferente da data de aprovação no site/app, por isso, recomenda-se acompanhar pela mídia ou site auxilio.caixa.gov.br o cronograma de depósitos em conta", afirmou o banco.

 

A dificuldade em receber de fato os R$ 600 do auxílio aumenta a incerteza de quem aguarda o valor para abastecer a casa e acertar as contas. Como é o caso do filho de Terezinha Bernardes, de Ribeirão Preto (SP), que está desempregado.

 

"Há dois dias o auxílio emergencial para o meu filho foi aprovado e nada. O aplicativo Caixa Tem não faz o login, porque não abre. As pessoas que não são do Bolsa Família precisam também se alimentar e pagar dividas", diz Terezinha.

 

O paulista Eder da Silva também passou o dia tentando acessar o aplicativo, em vão. "O Caixa Tem está fora do ar há mais de 24 horas (e raramente funcionava antes disso). Muita gente está agoniada e com a sensação de estar sofrendo um golpe aplicado pelo governo Bolsonaro, que prometeu e não entrega o auxílio", afirma.

 

Até quem já tinha conseguido usar o aplicativo relata dificuldades. "O aplicativo Caixa Tem não funciona desde o dia 17 de abril. Fiz a transferência através de DOC no dia 16 e não entrou na minha conta do outro banco", conta Ira Cristina Santos, de São Paulo.

 

Entre as queixas mais comuns dos beneficiários está a validação do acesso no aplicativo. Francinete Sousa, de Castelo do Piauí (PI), não conseguiu fazer o cadastro no Caixa Tem, porque não recebeu o email de verificação.

 

Kedma Cristina Silva dos Santos, de Águas Lindas de Goiás (GO), conta que também não consegue acessar o código para entrar no Caixa Tem.

 

Já Marcia Regina Vergilio, de São Paulo, afirma que, depois que seu auxílio emergencial foi aprovado, o aplicativo ficou indisponível. Segundo a beneficiária, quando foi direcionada para o Caixa Tem, apareceu a mensagem: "Sistema indisponível. Tente novamente mais tarde."

 

A Caixa não explicou a indisponibilidade do aplicativo Caixa Tem. Em nota, afirmou que "observou que diversos usuários que não têm direito ao auxílio emergencial estão acessando o App sem necessidade, gerando uma demanda adicional".

 

Segundo o banco, em um só dia o aplicativo registrou mais de 10 milhões de transações. "Salientamos que o aplicativo está disponível 24 horas pelos 7 dias da semana", disse em nota.

 

NA segunda (20), a Caixa anunciou que está adaptando o aplicativo e o site do auxílio emergencial para a correção de dados e contestação da análise.

 

Inscritos no CadÚnico já têm acesso à opção. Trabalhadores informais, desempregados e demais pessoas que se cadastraram pelo aplicativo ou pelo site poderão corrigir os dados ainda nesta semana, segundo a Caixa.

 

O banco afirma que o Caixa Tem já registrou 21,9 milhões de downloads e mais de 10 milhões de contas já foram abertas.

 

A Caixa oferece um passo a passo para o cadastramento no site http://www.caixa.gov.br/tutorial.

Fonte: DA FOLHA ONLINE FOTO: INTERNET

Noticias Relacionadas